Itapetininga registra queda de 76% de mortes no trânsito neste ano

Trânsito e Cidadania - Terça-feira, 22 de Junho de 2021


Itapetininga registra queda de 76% de mortes no trânsito neste ano

Homens que trafegam sobre duas rodas, na faixa etária de 20 a 35 anos, principalmente à noite e aos finais de semana. Este é o perfil do condutor que perde a vida no trânsito de Itapetininga. É o que mostra os dados do Infosiga, do governo estadual. Foram registradas cinco mortes de janeiro a maio deste ano contra 21 mortes em relação ao mesmo período de 2015, primeiro ano do início da estatística. Uma queda de 76%. Nestes cinco meses foram registrados 1.830 acidentes, o segundo menor da série histórica.

Dois motociclistas, dois ciclistas e um caminhoneiro morreram no trânsito de Itapetininga. O destaque negativo é o surgimento de ciclistas. A administração municipal tem investido em corredores exclusivos para bicicletas e faixas de sinalização, porém ainda depende do apoio dos motoristas. Segundo os técnicos da Secretaria Municipal de Trânsito, é necessário sensibilizar os motoristas para que reduzam a velocidade e, por outro lado, que os ciclistas utilizem equipamentos de proteção.

De acordo com a gestão municipal, alguns fatores contribuem para a queda da fatalidade, como a melhoria da infraestrutura, como iluminação. Foram implantadas lâmpadas LED em 108 bairros no ano passado. Neste ano, o serviço de substituição continuou em mais 40 bairros. Conforme os técnicos do governo estadual, esta melhoria traz maior sensação de segurança com redução de 60% em acidentes fatais. 

Para prevenir acidentes em vias, desde julho de 2017, a prefeitura aderiu ao programa estadual para a redução dos pontos críticos e está agindo para diminuir os riscos para pedestres, ciclistas, motociclistas e motoristas.

A associação de álcool, excesso de velocidade e direção perigosa são, ainda hoje, as principais causas de pontos na carteira dos motoristas brasileiros, sendo o excesso de velocidade a infração mais cometida nas rodovias federais, com cerca de 4,8 milhões de ocorrências em 2018, contra 3 milhões em 2017. A redução e o controle de velocidade são essenciais para retrair os altos índices de acidentes.

Estado de São Paulo

Nos primeiros cinco meses de 2021 foram contabilizados, no Estado de São Paulo, 1.932 óbitos por acidentes de trânsito. Com relação aos acidentes com vítimas, ocorreram 70.587 neste ano. O maior número de fatalidades foi referente aos acidentes envolvendo motocicletas com 758 pessoas, seguido por automóveis com 470 vítimas fatais, além de 414 pedestres que perderem a vida e 151 ciclistas que morrerem neste período.

Prefeitura Municipal


Itapetininga