Itapetininga contra a Dengue e a prevenção é intensificada todos os dias

Saúde - Quarta-feira, 13 de Março de 2019


Itapetininga contra a Dengue e a prevenção é intensificada todos os dias

Em Itapetininga, os Setores de Controle de Vetores e de Zoonoses da Vigilância Epidemiológica trabalham com 6 equipes volantes que realizam visitas diárias em bairros do município, a fim de vistoriar e alertar a população a respeito da proliferação do mosquito Aedes aegypti, emissor de dengue, zika e chikungunya e doenças que podem gerar outras enfermidades, como microcefalia e Guillain-Barré. É necessário ressaltar que apenas mosquitos infectados transmitem doenças. Em 2019, foram registrados neste primeiro trimestre 3 casos de dengue. Em 2018, foram 14 e em 2017, o mesmo número, 14. Isso mostra que a cidade se mantém controlada, de acordo com a Vigilância Epidemiológica.

De acordo com o Ministério da Saúde, os casos e epidemias das doenças transmitidas pelo Aedes aegypti aumentam em períodos de chuva, já que os ovos se desenvolvem com maiores facilidades nos ambientes que acumulam água, onde podem sobreviver por até 450 dias. Por este motivo, é essencial estar atento aos cuidados necessários para evitar os mosquitos.

Não deixe água acumulada;
Mantenha tonéis, caixas e barris de água fechados;
Lave com água e sabão tanques utilizados para armazenar água;
Remova galhos e folhas de calhas;
Não deixe água acumulada sobre a laje;
Coloque areia até a borda de pratinhos de vasos ou lavá-los semanalmente;
Troque água dos vasos e plantas aquáticas semanalmente;
Coloque lixos em sacos plásticos em lixeiras fechadas;
Feche sacos de lixo e não deixar ao alcance de animais;
Mantenha garrafas de vidro e latinhas de ‘boca’ para baixo;
Acondicione pneus em locais cobertos;
Tampe ralos;
Mantenha a bandeja do ar condicionado limpa;
Lonas para cobrir materiais de construção devem estar sempre bem esticadas para não acumular água;

Prefeitura Municipal de Itapetininga


Estado de São Paulo